Resiliência

12 fev

photo20070617205632.jpg 

Na cidade em que o sol desce na imensidão do mar azul, ela voltou a sorrir.
Deixou a agonia e a insegurança para o tempo e o vento.
Não quer mais ser senhora de suas horas. Resolveu ser dona do destino.
Entrou no mar, lavou a alma, deu risada até ficar com dor na barriga.
Saiu leve
Pediu ao universo forças e voltou para seus dias cinzentos, prateada.
Não sabia o que estava por vir.

Mas tinha fé e coragem para enfrentar o que fosse preciso.
Acredita que tudo nesta vida é merecimento.
E naquele peito de saudade e incerteza.
Ela serena sabe que o melhor ainda está por vir e que merece ser correspondida, amada e feliz.

PS.:
Queridos….
Fiquei no mínimo lisonjeada com os comentários carinhosos, Nelson Rodrigues é o meu autor predileto!Quanto à ficção e a verdade, acredito que em tudo que escrevemos sempre existe um fundinho de essência, passado e de nossos medos.Muitos beijos…E obrigada!

Anúncios

2 Respostas to “Resiliência”

  1. Elcio fevereiro 20, 2008 às 5:11 pm #

    Bravo!
    Mto bom mesmo.
    Adorei as imagens mentais q vc vendeu com esse texto mto bem desenvolvido.
    Parabens.
    É isso ai.
    Bjs

  2. Bea maio 23, 2008 às 5:53 pm #

    voltou para os dias cinzentos, prateada é uma belíssima construção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: