Para um amigo: vida, o coração e eternidade…

10 abr

Ela o conheceu por acaso, procurando por palavras que completassem sua incomplitude.
Quando leu pela primeira vez as dele, bem escolhidas, semeadas verdades, conjunções, preposições e verbos, de imediato criou fascínio.
O menino de pouco mais de 18 anos era maestro na intensidade, trejeitos, combinações perfeitas e subjetivos significados de poesia e prosa que compunha.
Muitas conversas depois, elogios rasgados, confidências trocadas, telefonemas demorados, floresceu entre eles um sentimento de admiração estranho, daqueles criados apenas pelos que se apaixonam na mágica sintonia fina das palavras.
Só se viram pessoalmente uma vez, em um encontro desencontrado e embriagado.
Frente a frente ela compreendeu com os olhos e coração, que a paixão que existia era das palavras e não do corpo . Ele, ela não sabe.

 Falaram-se mais algumas e poucas vezes e perderam-se de vista. Jovens pareciam entorpecidos pela ilusão de tempo que parecia dar a oportunidade de despejar mais alma em outro momento. Calaram-se nas coincidências e semelhanças assim como se encontraram.
Nestes dias, em que palavras tem sido o alimento da alma, ela quase ao acaso lembrou dele e resolveu procurá-lo. Descobriu que era tarde para dizer.
Ebulição de sentimentos desencontrados, arrependimento das atitudes irremediáveis, tapa na cara do tempo implacável. A ela restou a compreensão que lhe cabia, as lembranças, o aprendizado para a vida, a saudade do que não foi vivido e as perguntas que apenas o mistério da vida poderiam responder. 

Para vocês meus amigos das palavras, deixo as palavras dele :

sei que amor não ensina
marca profundo
por debaixo da carne
e ninguém imagina
se arranca lágrimas
não as deixa voltar
se mata por dentro
é para a vida plantar
se torna os dias azedos
os doces, deves aproveitar
se o mergulho é simples
interessa o nadar
se lembrar foi fácil
teimou em marcar
se esquecer é preciso
faça-se lembrar
se o resto é castigo
deixa ficar
quando o tudo tocar o nada
e o mundo perder o sentido
foi porque o sentido do mundo
deixou de ser o amar. (B.B- Fevereiro de 2005).

PS.:
Luz!

Minha singela homenagem, desculpas, eterna vida lembrança e agradecimento a estrela cadente, ao amigo, exímio redator.

Anúncios

9 Respostas to “Para um amigo: vida, o coração e eternidade…”

  1. azrael abril 10, 2008 às 2:10 pm #

    palavras carregadissimas de sentimento.
    me emocionou…

  2. azrael abril 10, 2008 às 2:13 pm #

    passei por situaçao igual, mas um pouco ao contrario…

    eu tinha um pouco mais de 18 anos, ela quase seus 30… eram ligados pelas palavras e desejo pelo corpo…

    alguns erros foram cometidos e feridas foram abertas, mas eu tive a felicidade de ter tempo para me desculpar na semana passada

  3. Anna Clara abril 11, 2008 às 6:23 pm #

    eu acho que todo mundo sabe como é isso, eu pelo menos, sei.

  4. Srta. Bia abril 13, 2008 às 4:20 pm #

    essas ligações mágicas. comigo não foi necessariamente por meio das letras, mas por conversas e por uma confiança que outro dia ele me perguntou: “foi meio um amor instantâneo, né?”
    mas acho, como disse a anna, que é porque nós dois sabíamos.

  5. AP abril 14, 2008 às 2:04 pm #

    Nossa… que avalanche de sentimentos.
    Fictícia? Acredito que não.
    Básico? Nunca.
    Serve para algo? Lógico. Nos engrandece enquanto pessoa…
    E são essas experiências que nos faz crescer.. sempre…
    Excelentes palavras…
    Abc.

  6. w.Moscolini abril 15, 2008 às 12:31 am #

    Soberbo… há tempos não lia algo tão vívido!
    AMEI…

  7. Danny abril 16, 2008 às 8:09 pm #

    Maravilhoso como sempre.
    Luz pra vc! rs

  8. drika abril 22, 2008 às 4:00 am #

    sempre belas palavras!
    beijos, fique bem.

  9. nikolas c. chralabopoulos maio 11, 2008 às 9:21 pm #

    Um dos trechos que mais me emocionou na leitura de seu post foi: “…Frente a frente ela compreendeu com os olhos e coração, que a paixão que existia era das palavras e não do corpo . Ele, ela não sabe”.
    Interessante, esse sentimento já me ocorreu e eu não soube como explicá-lo.
    Adorava as trocas de mensagens e de palavras…
    Muito bacana.
    Nikolas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: